domingo, 30 de dezembro de 2012

Seja bem vindo 2013!

Todo final de ano, as pessoas filosofam, fazem retrospectivas, se lamentam, dizem podia ter feito melhor, enfim é um monte de lorotas.
Eu só tenho que agradecer por esse ano, consegui tirar minha habilitação, estou bem no meu emprego, tenho paz, saúde, uma família abençoada, um marido que me ama, uma cachorra companheira.
Eu sou do tipo de pessoa que não preciso de muita coisa pra ser feliz e ficar bem.
Aconteceu algo curioso e incrível, o Will(meu marido) perguntou se queria ganhar algo de presente, eu respondi que não, nooooooooossa será que estou bem? Com febre como diria minha mãe?
Adoro ganhar presente, e como gosto, mas sabe quando você vê tanto consumismo, tanta correria e loucura de final de ano que você até quer se manter longe disso?
Pois é, estou numa nice rs, longe dos shoppings, longe das muvucas, das loucuras de final de ano.
E o mais legal...estou ótima, por mim passaria de chinelo havaiana e shorts, nada melhor.
Agradeço pelos amigos virtuais, que sempre me abraçaram aqui no blog, mas tenho um desejo que em 2013 alguns amigos que amava ler seus posts, voltem a escrever, como o Sandes e o Gê, que saudades desses caras gente!!!
Boas festas e que Deus os abençoe ainda mais...e venha 2013!!!

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Eu só preciso!

Me perco na névoa, você me guia.
Me resfrio você me aquece, fraquezas tomam meus braços, você é meu suporte.
Eu falo, falo e falo, você escuta, escuta e escuta...
Você cai de sono e eu continuo te precisando.

Suas mãos são poderosas, olhar profundo e o silêncio me faz refletir
Hoje e sempre te amo!


domingo, 2 de dezembro de 2012

Coisas que valem a pena...



Melhores lugares de reflexão o banheiro e o coletivo, não há lugar melhor rs... Estava eu no ônibus rumo ao trabalho, minha cabeça viaja muito(como sempre) mas dessa vez foquei no quanto a vida é boa, os detalhes passam batido, mas comecei a potencializar e me deu uma sensação de alegria tão grande que comecei a rir sozinha, óbvio que passei por louca mas nem liguei. Pensava quanta gente tranqueira aparece na nossa vida, mas não se iguala a maravilhosa presença de poucas que fazem toda a diferença. Geralmente essas chegam de mansinho e quando vejo tem todo meu coração.
Mas Ariane que sou e não nego, tenho uma percepção pra tesouros escondidos, desde sempre bato o olho e vejo algumas pessoas que naquele momento penso quero perto de mim!
E olha nunca me arrependi, já abordei pessoas no próprio ônibus, na faculdade, no serviço,outros conheci no mundo virtual, imagino que elas ficam confusas mas é algo mais forte que eu, sei lá, vai ver estava escrito.
Posso falar de vários amigos mas tem um que me surpreende a cada dia...e pra você amigo seguem essas simples palavras, sou do tipo de pessoa que não espero amanhã pra falar o que posso falar  hoje:

Cabeça feita, nada e ninguém muda suas idéias,
Poesia e musica pulsam em suas veias,
Retrata a vida pelos traços de seu lápis,
Olhar que intimida e faz pensar.

Tem metade da minha caminhada,
Mas seus olhos muitas vezes vêm a frente dos meus,
A vida foi sua escola, não se tornou amargo mas forte pra ousar.

Nega totalmente a existência de um Deus,
Mas consigo ver nele a imagem e semelhança de um ser celestial,
Amigo, parceiro, presente até na ausência,
Quando me sinto escrava de algumas algemas sigo muitos dos seus conselhos.

Que Deus te dê vida longa, e com toda sua força vá longe,
Faça história, deixe um legado, discipule, ame e seja amado por aqueles que escolher estar ao seu lado. Construa uma história, seja família, viva o melhor dos seus dias ao lado da mulher que ama.
Faça musica, não esqueça das suas raízes.

E se possível seja sempre meu amigo, gosto muito de uma frase que diz "existem amigos que são mais, chegados que irmãos!!"


segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Saudade que dói...


Como a saudade dói, como ela nos faz pensar e valorizar cada momento.
Como nos faz crescer, ao mesmo tempo voltar a ser criança e falar e pensar qualquer coisa sem ter o medo de ser julgado.
Por mais que as pessoas digam isso passa, você se acostuma, sempre tem o pico da saudade. É quando ela vem violentamente e nenhum argumento conforta seu coração.
Quando as imagens são mais fortes que qualquer frase de auto ajuda, quando o som da voz da pessoa ecoa mais alto que o som das águas, do vento e do tempo.
Um aperto arrebatador toma nosso coração e nesse momento você pode se aventurar a ler todas as bulas de medicamento do mundo, e nada será diagnóstico para essa dor.
Nesse momento você não quer ser consolado ou acalentado você quer chorar mesmo, berrar até ficar rouco rs.
Você quer parar o tempo, você quer se teletransportar, você quer dormir e sonhar com a pessoa ou momento.
Na sua mente, no seu coração passado é presente, chuva é sol, aperto de mão é abraço, sorriso é beijo, afinal é sua mente que manda.
Lembra daquela dança, daquele beijo, daquele sorvete juntos, daquela despedida na estação?
Daquele filme onde você riu até passar mal? Daquele presente ridículo? Daquele tropeção patético? Daquela gafe inesquecível? Pois é saudade é isso.
Compartilhar coisas que só você entende, só você sorri, só você valoriza, só você nunca esquece.
Saudade é ficar noites acordadas imaginando o retorno, ensaiando aquela frase, aquele poema.
É dor, é agonia é desespero e ao mesmo tempo é calmaria.
É trazer o futuro e o passado para ser seu presente.
É pensar em comprar uma corrente e um cadeado e lá colocar esse momento ou essa pessoa pra sempre nos pés da cama.
Bom é isso que eu sinto e penso agora, e você já sentiu saudade? Eu já.

terça-feira, 16 de outubro de 2012

Meu estranho mundinho!


Desde pequena sempre gostei de coisas de moleque, jogar bola, bolinha de gude, pipa, futebol, carro, feira do rolo, oficina mecânica, comandos em ação, autorama, vídeo game e assim vai. Ahhh não significa que não brinquei de boneca, imitei a Xuxa, sonhei em ser paquita, e todas as coisas de menina.
Mas era engraçado que ao mesmo tempo que gostava de coisas de menina, detestava coisas de menininha.
Adoro ter meu cabelo arrumado, fazer escova, mas detesto passar horas no salão.
Gosto de roupa nova, mas detesto passar horas procurando roupa. Admiro um prato bonito e bem decorado, mas não tenho paciência de ficar cozinhando. Essa semana estou um tanto reflexiva e querendo ficar sozinha, até falei que queria trabalhar dentro de uma redoma, e de preferência ficar invisível.
Sempre andei com meninos (detalhe não pegava nenhum e nem tinha essa carinha de hoje rs) afinal estava jogando bola, andando de skate, rindo de piadas sem graça, não me preocupando com roupa e frescurinhas.
Tem dias que acordo e quero viver dessa mesma maneira, sem me preocupar com detalhes.
Quando criança dizia, nossa queria ter nascido homem, na minha cabeça achava que era bem mais fácil ser homem, não que isso seja verdade, mas admiro esse mundinho, que as vezes me parece bem mais feliz.
Quando odeiam, odeiam de verdade, quando são parceiros, são parceiros de verdade.
São capazes de correr atrás de uma bola durante uma hora sem parar, quase choram quando vem um novo lançamento tecnológico.
No meu sonho acordei, não penteei o cabelo, não combinei roupa, não passei esmalte e saí feliz que só.
Não tirei foto bonita para o facebook, não sorri pra todo mundo, não fingi que amo tudo e qualquer coisa, não sorri quando queria chorar.
É... acordei e o mundo era totalmente diferente.
Percebi que só é possível tudo isso no meu estranho mundinho...

domingo, 30 de setembro de 2012

Irmã parte de mim...


Minha irmã, minha amiga, minha parceira... Faz 2 dias que me despedi da minha irmã, ela foi rumo ao seu grande sonho fazer missões no Peru.
Passei todos os dias fingindo que ela iria viajar para uma cidade do interior e não pensava que ia deixar nosso país, porque já começava a chorar.
Mas quando chegou no dia da viagem, perdi a conta de quantas vezes chorei no banheiro do serviço, embora saiba que foi feliz, determinada, e tenho muito orgulho da minha irmã, mesmo assim vou sentir muita sua falta.
Mulher guerreira, exemplo a ser seguido. Me ensinou a ser forte, fez minha super mamadeira, cantou pra mim dormir quando estava tendo crises de anemia, quando dizia não aguento mais de dor, era ela que cantava por horas até que eu pegava no sono.
Me chamava pra cantar, e dizia aprenda a fazer a segunda voz vamos. É ela que entende minhas loucuras e apoia meus sonhos mais malucos.
Bom agora outra nação terá o prazer de conhecer essa pessoa brilhante.
Irmã nem vou escrever muito porque você sabe como é importante pra mim.
Aguardo ansiosamente sua volta, pra ouvir as grandes coisas que Deus fez através de você.
Te amooooo!!!

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Cidade maravilhosa!

Esse feriado tive o privilégio de conhecer o Rio de Janeiro, foi muito bom.
Confesso que como muitas opiniões são formadas pelo que a mídia passa, e pelos comentários de alguns, fui um pouco insegura até chegar lá.
E ouvi de muitas pessoas coisas como cuidado e cuidado rs.
Apreensiva ao chegar na rodoviária, amigos nos esperavam, bom nesse momento já começou a melhorar. Fiquei hospedada no bairro da Tijuca, adorei o lugar.
E interessante que me senti tão bem quanto em minha cidade natal rs.
Conheci pessoas maravilhosas que nos receberam super bem. Fomos a praia de Copacabana, e lá lembrava das novelas que retratam a boa música, a caminhada na orla e a noite carioca.

Como estava em uma conferência de musica, não tive tempo de rodar a cidade toda, mas o pouco que ví me agradei.
A praia, bom suspeita pra falar, afinal amooo, não há nada de ruim que aquela paisagem não leve embora, aquele silêncio.
Agora uma coisa intrigante, achei que ouviria funk da entrada da cidade até, que nada aqui em SP o negócio tá mais forte aqui acreditam? Não quero ser indelicada com os apreciadores do estilo musical, mas eu pessoalmente não me agrado muito, pelas letras, pela postura de algumas pessoas enfim, não vim aqui falar disso.
Recomendo a todos que conheçam a cidade, e fiquei super feliz de saber que tem acontecido mudanças em relação a segurança da cidade, não estou dizendo que lá é o paraíso, afinal nenhuma cidade é, mas pude ouvir relato de pessoas que disseram estar passando por grandes mudanças.
E quando possível volto...

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Ausência

Sou forte, muito forte...
Mas as vezes simples palavras, pequenos gestos me doem mais do que um tapa.
Meu coração fica apertado, porque gestos não são entendidos, pedidos, lágrimas e nem risos forçados.
A sociedade prossegue olhando pra sí mesmo, seu bem estar, doar o que significa essa palavra?


Só queria a presença...só isso.

domingo, 15 de julho de 2012

Enxergo diferente!

Dias frios, corações gelados, mãos distantes a  humanidade caminha rumo ao individualismo.
Eu me defendo, te exponho e provavelmente te abandono nas suas loucuras, nos seus devaneios.
Certamente te prometi doação completa, escrevi nos murais e gravei em todos os lugares.
Esqueço das minhas palavras, esqueço do meu semblante naquele dia jurando amizade a todo tempo.
É de se entender que não se esperava tantas loucuras, mas é isso que o tempo revelou.
Vieram as rugas causadas pelo vento, frio intenso, as mãos desataram os mais fortes laços.
O homem volta aos primórdios, onde caça, mata e se isola nas cavernas.
Eu tenho caminhado e tenho tentado influenciar o próximo, mas nada pode ser pesado demais a ponto de me arrastar pra o abismo onde foi aprisionada a soliedarieade e o verdadeiro sentimento de doação.
Até onde meus pés vão alcançar não sei, mas eles já cansaram, isso fica registrado na pedra mais alta, porque marcos foram anunciados.
Os olhos já embaçaram e a capacidade de sonhar se foi, ahhh o sonhador sente dores ao dizer isso, porque ele vive de sonhos e esses já se foram.
Tudo isso dizia o homem no alto da montanha, com sua pouca força, e com poucas energias gritou como um atalaia anunciou o fim das suas expectativas.
Talvez para muitos ele era um velho sábio, para outros um iludido, filósofo e louco.
Seu legado preparado está, mas não se sabe quem segurará suas mãos nesse percurso.
Só se sabe que ele precisa abraçar seu propósito, quem estará disposto a morrer por ele?
Chorar com ele? Talvez ninguém afinal os sonhos são seus.
Ví quando o velho pegou suas malas e disse é hora de levantar e ir.
A brisa cortava seu rosto naquele dia, mas ele enxergava diferente, além do que os outros podiam ver por isso seguiu chorando e levando a preciosa semente.


domingo, 10 de junho de 2012

Aniversário chegando!


É meu aniversário está chegando, e pela primeira vez na vida estou em crise. Desde o dia primeiro de junho que estou com essa sensação estranha, engraçada, sei lá.
Todos os anos sempre comemorei meu aniversário com alegria, bagunça e muitas mais muitas expectativas. Não que esteja triste, mas dessa vez tenho pensado, como passou rápido.
Quando fiz 30 anos nem me importei, mas o acréscimo parece que pesou rs.
Sempre me lembro de como ficava na semana de aniversário, parecia que o mundo iria mudar depois daquela data, pelos menos meu mundo iria mudar. Ficava ao lado do telefone esperando as felicitações de todos os amigos, os presentes e claro aquele bolinho de chocolate.
Ficou na memória meu aniversário de 11 anos, ganhei vários livros foi muito bom.
Estava tudo certo para viajar à trabalho, passaria meu aniversário em outra cidade, de uma maneira muito estranha, estava gostando da ideia de passar sozinha.
Olha que coisa louca, as vezes me dá aquele medo de não ser lembrada, ou melhor ser lembrada por causa das redes sociais. Tenho uma mania ou mal hábito não sei ao certo, de esperar muito desse dia.
E quando todo aquele cenário que minha mente criou não se materializa fico frustada.
Tenho costume de fazer para as pessoas aquilo que gostaria de receber, confesso que não sei se é isso que elas querem, mas faço imaginando que eu gostaria de receber.
Talvez resultado de muito desenho, filmes românticos e livros. Ahh gente não é a toa que sou formada em Marketing né? Muita criatividade, muita imaginação.
Queria voltar a infância, em busca do que não sei, mas queria me transportar para um lugar de silêncio, ou não, o ser humano é muito estranho mesmo.
Minha irmã estava dizendo esses dias, Ariane e seus dilemas...
Bom agora é esperar passar esse 13 de junho e voltar tudo ao normal, nem mais e nem menos.


sábado, 2 de junho de 2012

Implicações da vida adulta!




Hoje aqui sentada no meu serviço faltando alguns minutos pra sair comecei a pensar, por que não podemos ter esse corpinho de adulto com a inocência de uma criança? Por que não podemos sorrir, gargalhar alto, escorregar e cair na frente de todo mundo e não ser tido como ridículo?
Ouvindo a conversa de várias pessoas aqui na empresa a respeito das preparações para nossa festa junina, percebi como as pessoas são preocupadas e movidas pela opinião publica.
O RH da empresa está se organizando para unir os casais que irão dançar na quadrilha, aí perguntei pra várias pessoas você vai dançar?
A maioria das mulheres quase que em surto de revolta disseram eu não, não vou chamar esses caras, até parece me rebaixar e etc.
Nossa na hora pensei, gente é só uma brincadeira, uma dancinha que durará 15 minutos, não é um casamento. Os adultos são tão preocupados com aparência, o que os outros vão dizer, o que vão pensar, o que vai dar, que saco, me desculpem o palavreado, mas tenha dó.
Minha mente retrocedeu lá na primeira série, quando as preocupações eram as mesmas.
Achei que crescendo iria enxergar um mundo de homens mais resolvidos, mais esclarecidos, mais destemidos. E na verdade encontrei um mais covarde que o outro.
O pior de tudo que eu de tanto ouvir, comecei a ser influenciada por esse pensamento comum das pessoas a volta.
Detesto quando começo a dar marcha ré, por causa dessa sociedade que me cerca, as vezes me sinto sozinha vendo pureza em tudo, e a grande multidão vendo malícia em tudo.
Poxa vida é tão simples, por que não simplificar? Por que não brincar?
É só uma dança!!!! Mas parece um pacto de sangue para eternidade.
Tem dias que essas coisas me irritam, o cabelo, a roupa, o gesto, a ligação ao celular, tudo me irrita.
Não que as pessoas tenham culpa de serem assim, na verdade em algum momento elas foram arrebatadas por esse senso comum.
Não quero isso pra mim, mas é difícil lutar contra isso, é como uma prensa que vai moldando e moldando as pessoas sem escapatória.
Eu defendo o sentar na mesa pra comer, o respeito aos mais experientes, o puxar da cadeira pra moça sentar, a flor fora de data pra namorada, a carta em tempos de internet.
As vezes penso que se tudo isso se perder será o fim, ou o começo de uma nova era que não sei ao certo onde vai dar. Não sei se boa ou ruim.
Não, não pense que sou retrograda, presa ao passado, não é isso, só admiro a essência, a pureza, o princípio de algumas coisas.
Sou a favor da evolução, mas sou ninho, sou abraço, sou caneca, sou meia, sou guarda chuva, sou musica, sou cama quente, é eu sei que é loucura tudo que escrevi, mas talvez os loucos me entendam.
Adultos chatos, isso mesmo é isso que nos tornamos...

domingo, 27 de maio de 2012

Simplesmente amo!



O que dizer do bem que você me faz?
Tudo em você me faz bem, seu olhar, seu abraço, seu beijo seu cuidado.
A forma como se preocupa, a maneira como cuida de mim.

Quando peço alguma coisa, você prontamente me atende.
Quando balbucio sem nem mesmo saber o que quero,
você adivinha minhas vontades.

As musicas que tanto gosto e nunca sei o nome, você logo me 
tráz solução, e olha que sou péssima nesse quesito.
Quando deito ao seu lado seu calor me aquece.

Sua respiração me diz, continue, lute,  persista.
Os dias só iniciam quando você diz vai com Deus Bê.
Meu amorzinho...minha alegria.

Sua existência me faz bem...
Te amo!


sábado, 26 de maio de 2012

Perdida em pensamentos


Não tem coisa pior do que a indecisão, ando pensativa a respeito de tantas coisas, mas como já falei outras vezes aqui no blog meu forte não é meu poder de reflexão.
Desde criança sempre tive dificuldades pra tomar decisões, e isso é péssimo.
Tenho tantas idéias, tantos projetos e ao mesmo tempo não tenho mais nada, é incrível a capacidade que tenho de criar, imaginar até desenhar, mas é mais incrível ainda a agilidade com que tudo some da minha mente ou se entrelaça de maneira que volto a estaca zero.
Isso me causa uma irritação, começo e e em questão de segundos deixo de gostar, engraçado que todas as vezes que fui a terapia esqueci de falar sobre isso, bom na certa porque vários pensamentos povoavam minha mente e 50 minutos não foram suficientes pra relatar meus dilemas.
O desejo de mudança, de novidade é muito grande, não só o desejo, a necessidade é grande, mas não consigo organizar esses pensamentos.
Esses dias fui almoçar e ví algo que me chamou atenção, pode parecer loucura, mas me perturbou naquele instante.
Quando estava na fila do restaurante, a moça a frente colocou a comida no prato tão organizadamente, que parecia aquelas bandejas com divisória, na hora pensei vou fazer igual, que nada, coloquei o feijão e por cima já joguei o arroz e daí por diante aquela farofinha básica.
Que quero dizer com isso, é que em minhas loucuras pensei, será que essa desorganização no meu prato retrata minha vida?
Até minha mesa do serviço é bagunçada, no final do dia tenho que arrumar senão já viu.
As vezes vejo pessoas tão organizadas, que tomam decisões em questão de segundos, e colocam em prática esses projetos, em compensação eu, quando penso, demoro tempo pra conseguir buscar as ferramentas.
De verdade, gostaria de saber se existe diagnóstico pra mudar isso, ou se assim como eu tem outras pessoas sofrendo desses mesmos dilemas.
Me lembrei agora que quando era criança, perguntava pra minha mãe, por que tinha que decidir sempre entre uma coisa e outra, porque não gostava de tomar decisões.
Mal sabia eu que na vida adulta seria mil vezes pior.

segunda-feira, 9 de abril de 2012

Medida certa


Estava lendo o blog "Esse é meu respirar" do Will http://esseeomeurespirar.wordpress.com e então comecei a pensar sobre a postagem por título "Mais uma lição de vida."
Que ele fez que diz:

"Depois de 33 anos vividos aprendi que o apego é um sentimento para ser usado com muita, mas muita moderação. Enfim, vai-se a presença, mas permanece viva a amizade. "

Eu por várias vezes jurei não dessa vez será diferente, pra que ser tão transparente assim Ariane? Precisa de tanto abraço? Não precisava lembrar!
E por fim já estava entregue a situação, a amizade enfim a vida.
Eu não sei ser diferente, embora deseje todos os dias dormir e acordar uma pessoa mais fria, mais calada, bem mais reservada.
Mas certamente não seria eu, mas que tentei, tentei.
Lidar com a incerteza, a insegurança o medo de ser traído, magoado, ferido é muito difícil.
Mas como mudar? Desde os primórdios homens matam e morrem por seus sentimentos.
Mas por outro lado o que seria das mais belas canções se não houvesse desamor, desencontro, agonia e lágrimas.
Sem tristeza não há consolo, sem carência não há abraço, sem inverno não há acolhimento.
Sem bipolaridade não existirão os poemas e muito menos a pipoca, o cobertor e nem a musica aos nossos ouvidos.
A verdade é que há beleza na tristeza, você pode achar estranho essa afirmação, mas nossos poemas melancólicos, nossos desenhos em preto e branco, nossa dança bem agarradinha tudo origina do luto da alma muitas vezes.
É certo que quero rir mas se necessário for muitas vezes chorar para gerar os meus mais profundos gestos e sonhos, passarei por esse calvário.
Se a semente não morrer não há possibilidade de nascer a flor.
Portanto que venham a neve, a chuva, os ventos, mas que meu coração esteja pronto pra cantar as mais tocantes melodias, mas não sei ser diferente.
Sou coração, sou alma, sou explosão, sou gritaria, sou calmaria, sou apego, sou doação essa sou eu.
Ser correspondida não é essa a meta, ser vista talvez, ser tocada seria maravilhoso, mas o importante da alma é se expressar, se libertar.
E escrevo, eu deliro, eu transbordo sentimentos, as vezes escorre pelo canto da boca.
Eu novamente junto os pedaços, e continuo caminhando e cantando.
Medida certa não sei se existe...
Nesse momento comecei a refletir, será que conseguimos usar essa tal medida chamada moderação quando se trata de coisas do coração? Tenho minhas duvidas, nos policiamos, nos programamos e no final nos entregamos.

segunda-feira, 2 de abril de 2012

Velha infância!


Hoje estava pensando na melhor fase da minha vida, as melhores gargalhadas, os melhores passeios, as aventuras inesquecíveis.
Tenho a facilidade de trazer a memória os pequenos detalhes, porém os mais gostosos.
A primeira queda de bicicleta, o tampão do dedo arrancado por aquele chute no asfalto ao invés da bola, o primeiro beijo, aquela manga direto do pé, ai ai são tantas as delícias dessa época que essa postagem seria pequena pra relatar cada uma delas.
Estamos próximos ao período de Páscoa, onde uns comemoram a crucificação e a ressurreição de Cristo, outros a reunião da família e muitos a troca dos deliciosos ovos de Páscoa.
Estava no serviço pensando que a melhor fase é aquela que podemos sonhar, imaginar e nos iludirmos sem medo das represarias, sem preocupação com a realidade, sem responsabilidade alguma.
Hoje por alguns minutos quis voltar a minha infância, onde nos meus pensamentos todos os carros que passavam na rua eram meus, o carinha mais bonito da daquela banda de rock era meu namorado, as casas mais bonitas eram minhas.
Eu me lembro de deitar na laje da minha casa pra ler meus livros e gibis, sempre debaixo da minha cabana que no final desabava sobre a minha cabeça rs, e lá passava horas olhando pro céu e imaginando que a qualquer momento voaria de encontro ao meu destino, embora não soubesse ao certo qual seria, mas sabia que iria voar pra bem longe.
Com o tempo as pessoas perdem tudo de bom que a infância nos deu, o sorriso, a ousadia pra falar, o coração perdoador, o beijo molhado, o abraço de doer os ossos.
Sabe sinceramente, eu sofro ainda hoje, porque minha mente ainda viaja, eu ainda acredito no excelente, ainda acho que amigo pode dizer pro outro amigo eu te amo, ainda penso que podemos sentar na beira da calçada lá no interior e chupar laranjas até doer a barriga.
Podemos dançar estranho todas as musicas, e cantar feio todas as canções
Hoje pedi para uma pessoa muito querida que acredito lembrar de momentos da sua infância, pois me contou uma com riqueza de detalhes, se poderia colocar no blog essa história abaixo.
Foi mais ou menos assim...

Dia de Páscoa e dois irmãos ansiosos aguardam pela chegada do coelhinho, de pijamas e em silêncio, estão deitados na cama com os olhos arregalados.
Um diz para o outro vamos descer e ver se os ovos já estão na sala.
Quase chegando no ultimo degrau, pé por pé, o irmão mais novo grita:
- Sobe, sobe. E o outro perguntou:
-Que foi ? Que foi?
- Sobe porque escutei um barulho, o bicho ainda tá aí!
É disso que tenho saudade, da pureza e da beleza da infância.
Desejo a todos uma Feliz Páscoa e que nesse dia os corações se abram e os sentimentos mais sinceros sejam expressos, porque tudo deve ser dito enquanto é tempo.
Termino essa postagem com um pensamento que me veio a mente o dia todo...

"Que meu corpo leve as marcas do tempo e que minha alma carregue a vitalidade da minha infância"(Ariane Lemos).

sexta-feira, 30 de março de 2012

Era uma vez...



E assim começou a história que ouvi hoje... Ele era jovem, inteligente, sonhador, que amava intensamente a vida. Quando chegou na empresa colocou suas canetas, seu notebook, seu porta retrato e uma caneca apenas isso traduzia toda sua simplicidade. A vida não tinha tanto brilho e nem tanta intensidade mas em questão de dias sua vida estava para mudar. Num belo dia de sol, chegou no trabalho, suspirou por mais um dia monótono como todos os outros. Ao sentar ele foi seduzido em uma fração de segundos por um sorriso ou era um perfume? Ele não sabe ao certo o que o enfeitiçou ele só sabe dizer que sua vida não foi mais a mesma depois de conhecer Poliana.
Ahhh Poliana tinha mais ou menos 1.54 de altura, magra, meiga, não era vaidosa, mas tudo nela reluzia. Tudo era pretexto para que Carlos estivesse ao seu lado, o almoço, as risadas nas reuniões, a saída, a pausa para treinamento, ele extraía do inexistente seus mais profundos sonhos. O silêncio de Poliana para ele significava tanto quanto sua mente podia imaginar, as vezes seus pés nem podiam tocar o chão, se pegava viajando por entre as mechas dos cabelos dela.
Ao mesmo tempo que se imaginava ao lado daquela que desejava com toda sua alma, ele sentia um abismo que os separava. Sempre que estavam juntos eram nos seus mais profundos sonhos. Carlos se sentia ridículo, ultrapassado por ser um homem mais velho que amava tanto, nas rodas de amigos era incompreendido, e até motivo de chacotas simplesmente porque amava e não tinha coragem de viver esse amor. Meses, anos se passaram até que um belo dia tomou uma decisão a de se declarar e colocar pra fora todo seu amor, não importando o que iriam pensar. Acordou, colocou sua melhor roupa, engraxou seus sapatos pretos, penteou seus cabelos negros, não era um homem bonito, mas tinha um grande coração. A viagem mais longa da sua vida foi naquele dia, não via a hora de se declarar e ver nos olhos de Poliana a resposta que ele tanto esperava. Ao chegar na sua sala deu a ultima olhada no espelho, umedeceu seus cabelos e espirrou a ultima gota de seu melhor perfume. Caminhando pelos corredores sentiu um aperto em seu coração, uma forte pontada, mas não deu importância afinal naquele dia nada iria mudar decisão. Olhou em direção a cadeira que Poliana sentava e ela não estava lá, no mesmo momento pensou, ela irá entrar mais tarde, provavelmente ficou presa no transito daquela grande cidade.

As horas se passaram seu coração em pedaços, quase perdendo a coragem resolveu perguntar ao amigo do lado, você sabe alguma notícia? Ela está doente? O amigo constrangido por saber das expectativas de Carlos, contou-lhe a história. Ontem no final da tarde o telefone tocou, a Poliana saiu da sala atendeu ao telefone e voltou sorrindo, me chamou de canto e começou a contar, recebeu uma proposta de emprego e na mesma hora aceitou. Não hexitando guardou suas coisas, despediu-se de todos e hoje ela começou no novo emprego. Carlos estarrecido e sem balbuciar som algum, sentou-se atordoado na sua cadeira. Por dentro chorava se culpava, e mais uma vez se sentiu um nada. Tudo que havia construído todos esses anos se transformou em ruínas, já não havia mais encanto, a música que tocava aos seus ouvidos já não existia mais. Dizia pra si mesmo, como pude deixar escapar aquela que tanto amei, sem nunca sequer dizer uma palavra, todos esses anos admirando e sonhando. Emudecido pegou sua bolsa e saiu sem direção, ninguém viu pra onde foi e nem de que maneira foi. Mais um desencontro na metrópole, onde pessoas choram e não são notadas, amam e não são correspondidas essa foi à história que ouvi hoje, um dos muitos desencontros de amor.

sexta-feira, 23 de março de 2012

Reflexão do dia!


Afinidade no olhar
No sorrisinho de canto de boca
No levantar da sobrancelha
Na coçadinha da cabeça
No estralar os dedos
No cruzar as pernas
No silêncio compartilhado
Nas piadas sem graça
Na divisão do chocolate
No comentário daquele filme
Na musica e na forma de se sensibilizar
Pura sintonia... afinidade...irmandade!

As vezes paro e penso
Me conhecem...mas não entendem
Me vem mas não me percebem
Me escutam, mas não me ouvem

Multidão que é solitária
Barulho que transmite silêncio
Acolhimento na distância
Abraço no inverno...



quarta-feira, 21 de março de 2012

Pavor no elevador!


Estava eu toda tranquila em mais um dia de trabalho, como trabalho no 9° andar haja força pra descer e subir escadas então vamos lá pro nosso velho e bom elevador, alegria e medo ao mesmo tempo.
Pensa numa empresa em reforma, tempos de reparos constantes e sempre aquele medinho só de pensar em ficar presa no elevador, você sempre encontra alguém pra contar histórias macabras, e soltar o imaginário de como seria ficar preso no elevador.

Hoje não sei o que me deu perguntei onde ficava o botão do alarme, pensa mais de um ano de empresa e nunca perguntei sobre esse bendito botão.
Quando era mais ou menos umas 17 horas, peguei o elevador pra levar uns documentos, então começou o drama.
Nada de parar em andar algum, de início eu pensei calma lembra de todos os filmes de sobrevivência que você já assistiu, fontes de ar, como respirar com calma, enfim qualquer técnica possível...mas tem um detalhe essa concentração só dura os primeiros 5 minutos, os seguintes são prenúncio do desespero.
Pensei nem pra compartilhar desse terror com alguma companhia, detalhe o elevador começou a subir várias vezes sem abrir a porta, eu sem celular pra pedir ajuda pro mundo todo.
As vezes não quero ser maluca e carregar celular até pro banheiro, mas cheguei a conclusão que é necessário, essa cidade faz isso conosco, melhor esse século presente.
Sei que foram poucos minutos pra mim uma eternidade, sem falar que pensei será que sou notada nessa empresa? Alguém vai notar que sumi? E se pensarem que estou com piriri e não quero ser incomodada?
Depois de algumas subidas e descidas apertando o alarme, parei em um determinado andar e a porta imperrou, de repente apareceu um funcionário que tentou abrir a porta, comecei a pular de alegria gritando abre a porta, abre a porta.
Na tentativa de me ajudar ele se esforçou e nada...o elevador voltou a subir, nessa hora me deu um nó na garganta e pensei chama a polícia melhor os bombeiros.
Até que num próximo andar abriu uma fresta e outro funcionário disse não conseguiremos abrir tudo vou segurar e você passa, e o medo de morrer espremida!
Mas pensei é agora ou vou terminar que nem os mineiros do Chile kkk!!
Axilas suadas, tosse e tudo mais, mas agradeci porque sai livre dessa aventura...em plena quarta feira passando essa emoção toda, mas vamo que vamo que o show não pode parar.



terça-feira, 13 de março de 2012

Vai passar!


Hoje confessei que vai passar.
Determinei que já está passando.
Mas quando olho pela janela...

Lá está a névoa...que embaça meus olhos
Mas eis que vem o sol...eu esperarei por ele.


Sandy - Tempo musica do CD Manuscrito

"Assim como a dor que fere o peito
Isso vai passar também
(...)
E todo o medo
O desespero
E a alegria
E a tempestade
A falsidade
A calmaria
E os teus espinhos
E o frio que eu sinto
Isso vai passar também
Saudades
Vaidades
Verdades
Miragens
E a imagem no espelho
Como a dor que fere o peito
Isso vai passar"(...)


segunda-feira, 12 de março de 2012

Que dia foi esse?


Sabe aquele dia que você pensou deita e dorme de novo...

Nem pense em sair de casa...pois é esse foi o dia!

Tudo maravilhosamente desencontrado aff, que amanhã

coisas melhores aconteçam!

sexta-feira, 9 de março de 2012

Escapa pelos dedos!




É tão sutil que não dá pra sentir, escapa pelas mãos, momentos, risadas...
Pensamentos e sentimentos.
Uns duram tanto que parecem uma eternidade...
E não precisariam acabar.
Outros são tão rápidos como o piscar de olhos.
Alguns bagunçam totalmente a cabeça e não se sabe ao certo onde vai dar.
Arrepia, desestrutura, atrai, sacode e no mesmo momento...
Escapa pelas mãos como grão de areia.
Quando criança desejava que tudo fosse eterno.
Mas descobri com o tempo que as coisas envelhecem, a flor murcha e as folhas caem.

O amor passa, as lágrimas secam, o abraço cessa, a saudade fica e o olhos brilham.
Embora tudo passe, as lembranças ficam, são saborosas tanto quanto um chocolate bom e gostoso...rs... sensação.
Naquele momento arde no peito, como se faltasse a respiração.
Como os hormônios na puberdade, as pupilas saltam, a pele arrepia e o vento leva.

Tudo é bom, tudo é cura, tudo é desejável, tudo é admirável.
O toque, as palavras, o olhar, o calor do corpo, o perfume, aquele sorriso lindo.
A simples presença, mas tudo na vida é como o o limite do mar, que nunca sai do seu lugar.
É preciso saber viver cada segundo, cada minuto porque ele pode não voltar.

Queria ter várias vidas e em cada uma delas viver um sentimento intenso...
Tal como esse.
Singelo, puro, lindo e restaurador.
Quem disse que um sorriso não cura?
Quem disse que uma palavra dita não faz o coração bater?
Mas escapa pelos dedos, eu vivo, eu aproveito, eu idealizo, eu me apaixono todos os dias da minha vida.

Não sei ser diferente, não sei ser apaixonante e deixar de me apaixonar...
Só sei que nada sei já dizia o filósofo.
Se o contexto fosse outro me entregaria de braços abertos, mas por gostar e respeitar vou viver os dias cada gole de uma unica vez, já dizia os mais velhos não vá com muita sede ao pote.

Pode ter sido um grão de areia, que escapou pelas mãos mas foi especial.
Se o contexto fosse outro me declararia a vida, abraçaria com toda força, beijaria o vento, beberia do nectar, e no final dormiria nos braços da vida...

Confuso pode ser...mas muitas vezes decidimos voltar alguns degraus...
Porque de tão intenso...escapa pelos dedos.

Encerro com a letra que diz:

" Nós somos medo e desejo, somos feitos de silêncio e som"
Lulu Santos.

quinta-feira, 8 de março de 2012

Dia Internacional da Mulher!


Poderia ficar horas falando sobre a mulher e seus atributos mas em homenagem a essa criação tão linda de Deus convidei alguns amigos pra expressarem suas opiniões.
Dedico essa postagem a todas as mulheres que hoje visitam meu mundinho sentem peguem um biscoito, relaxem, se amem e saibam você foi desenhada pelo dedo de Deus.

Parabéns a loirinha, a moreninha, a ruivinha, a neguinha, a magrinha, a fofinha, a baixinha...guerreira,brigona, sorridente,doadora,compra causa de todos, chora e chora de verdade, grita,vira uma leoa, mas não perde a classe.

Nunca esqueçam de uma coisa antes de qualquer comentário, antes de qualquer julgamento, antes de qualquer olhar de rejeição...é necessário que você se olhe com admiração, que você se ame!

Eis aqui abaixo algumas opiniões do que representa a mulher e o seu dia:

"O que espero neste dia... talvez que a mulher não seja diminuída, mas valorizada por ser forte, capaz, guerreira, reconhecida como alguém que não desiste, que luta, e que é capaz de conduzir, com sua sabedoria, à conquistas mais elevadas.
O que toda mulher espera não só neste dia, mas todos os dias, é que se sinta tão valorizada a ponto de se sentir ÚNICA!
Neste dia desejo me sentir especial!"

Por: Vanessa Oliveira

--

Mulher é uma caixinha de surpresas!!!
Podemos ser várias pessoas ao mesmo tempo, ter muitos sentimentos diferentes
e interpretar diversos papéis em nossas vidas!!
Vê se os homens conseguem rsrs, por isso temos um dia só nosso!!!
Parabéns pra nós!!!


Por: Bibiana Sobrinho

--

"Eu decidi escrever algo mais poético.
Em detalhes não podemos dizer, só sabemos que é especial e amada.
Na nossa infância o cheiro, o toque e o olhar são referências de afeto, calor maternal e amparo. Cada minuto ao lado da mulher que nos trouxe ao mundo é imperdível e indispensável.
Na adolescência, elas nos fazem enlouquecer. Para os meninos, motivo de fervor dos hormonios, tristezas continuas, devoção, submissão, e entre outros fatores que fazem os rapazes perderem o juízo.
Na maturidade, elas representam o elo nas expectativas, mulheres são sempre mais determinadas, empenhadas e motivadoras. Sua força faz com, que nós homens tenhamos foco no que queremos. Afinal, queremos sempre que elas tenham o que é de bom, e que alcançar os objetivos em união.
Mas há um momento em que a mulher demonstra ser mais amiga, mais companheira e mais importante. Nos casais da moda antiga, na velhice as mulheres estão sempre ao lado do seu marido. Não há nada melhor do que ver nos dias de hoje um casal de idosos de mão dados e demonstrando seu afeto.
O sentido disto tudo é que a mulher esta sempre presente nos momentos mais importantes da vida, desde a infância à velhice.
Parabéns mulher."

Por: Diogo Rodrigo

--

"Tenho refletido muito a respeito do que é ser MULHER.
E cheguei a conclusão que uma mulher é um ser iluminado, cheio de desejos, amores, vontades...
Porém ser mulher é acima de tudo reconhecer que: sim, somos mais frágeis, mais sensíveis, mais dengosas,
Mas nem por isso deixamos de ser fortes quando devemos ser, guerreiras quando precisamos lutar, decididas quando estamos diante de alguma adversidade e acima de tudo companheiras e amigas quando devemos nos doar.
Amo ser mulher, com todas as minhas fragilidades, porque sei que Deus com toda a sua bondade, fez de mim capaz de gerar uma vida, e se Deus permitiu a nós mulheres essa dádiva, é porque sabia que dentro de nós existia o amor mais puro que se pode ter, um amor inexplicável, capaz de suportar toda dor em prol de uma vida."

Por: Arlete

--

"Feliz Dia da Mulher!
Você pequena e grande guerreira.És um orgulho pra nós.
A cada dia me espelho mais e mais em você, antes todas as
mulheres te conhecessem e também a sua história.
Creio que um dia muitas delas terão o privilégio que eu tenho
de te conhecer e fazer parte dessa história, além de ver, aprender com
sua determinação, garra e fé."

Por: Vanessa Julio

--

“Eu sou aquela mulher que fez a escalada da montanha da vida, removendo pedras e plantando flores”. [Cora Coralina].

Por: Rita Santos

--

"Temos a delicadeza das flores
A força de ser mãe,
O carinho de ser esposa,
Reciprocidade de ser amiga,
A paixão de ser amante,
E o amor por ser mulher!". [Desconhecido]

Por: Juliana Costa

--

"A beleza da mulher alegra o rosto e supera todos os desejos do homem. Se nos lábios dela existe bondade e doçura, o seu marido é o mais feliz dos homens. Quem adquire esposa tem o começo da fortuna, pois ela é auxiliar semelhante a ele e coluna de apoio. Onde não há cerca, a propriedade é saqueada, e onde não há mulher, o homem vagueia gemendo. Eclesiastes 3622 - Rei Salomão"

Por: Fabiano Lucio

--

"Toda mulher é:

Um pouco mãe
Um pouco filha
Um pouco desencanada
Um pouco família

Meio Frágil
Meio Carente
Meio Grudada
Meio Ausente
Trabalha, estuda

É Mãe e ajuda
As vezes muito falante
Outras muito muda.
As vezes quer tudo

As vezes não quer nada
Mesmo independente
Quer se sentir amada"

Por: Marcuz Cruz

--

“A mulher é exemplo de tudo o que um homem deveria ser, forte e sensível, amável e ao mesmo tempo firme. Nesse dia dou os meus parabéns a todas as mulheres que contribuem para o crescimento dos homens, sem elas acredito que viveríamos num mundo ainda mais injusto e sem sensibilidade.”

Por: Willian Lemos

--

"Mulher é forte e vale por cinco homens pelo menos rsrs. São guerreiras, são mães, são profissionais, são donas de casa, e ainda esposas... Muitos motivos existem para comemorar este dia.."

Por: Simone de Moraes

--

"Eu diria que o dia da mulher é um dia para reconhecer que o mundo nunca foi dos homens, graças às mulheres."

Por: Rodrigo Oliveira

--

Parabéns MULHERES!!!


domingo, 4 de março de 2012

O que as mulheres desejam...


Ser acordada aos beijos.
Receber logo de manhã aquele olhar de admiração.
Um bom dia bem gostoso, com aquela voz melosa.

Ou talvez nem uma palavra apenas um olhar, um silêncio que já diz tudo.
Aquele café gostoso, pão, manteiga, leite morno, clima de amizade.
Elogios, ahh esse não pode faltar.
Somos assim, manhosas talvez, delicadas sim, carentes pode ser...

Somos filhas, somos mães, mas queremos colo.
Queremos proteção, queremos mimo, aceitamos uma palavra mais firme sim.
Mas há uma essência de criança.

Sonhamos que aquele olhar que recebemos no primeiro encontro não se cesse.
Mesmo que as datas sejam esquecidas, uma precisa ser lembrada, apenas uma.
Mãos dadas, abraço apertado, dormir abraçadinho, ligar,ouvir...

Um presente inesperado, uma surpresa fora de data.
Será que queremos muito? Não sei, mas sempre foi assim, e foi assim que conquistamos.
É assim que somos conhecidas.
Complexas, confusas, misteriosas.

Menina, mulher, sensual, brincalhona, bela dona.
Mandona, implicante, brigona, carinhosa somos assim.

domingo, 26 de fevereiro de 2012

Abandono...


Será que um dia a dor passa, será que um dia vou olhar pra você e te entender?
É como se você não se lembrasse dos meus primeiros passos, do dia em que dei a você meu primeiro sorriso.
Alguns dizem que sou sua imagem, um pouco mais delicada, mas sou sua alegria, seus olhos e muito, muito mesmo seu nariz.
Outros dizem que seus sonhos quase foram os meus, tentei te satisfazer, mas você sempre quis mais.
Nunca entendi seus projetos ou talvez nunca fiz parte deles.
Embora nas madrugadas sempre achei que você sonhava comigo, como eu seria, se me formaria, se me casaria.
Sujava a mão na graxa, e achava aquilo um máximo, ouvia o som dos seus passos e tinha vontade de correr para os seus braços.
Sempre admirei sua determinação, mas nunca entendi sua teimosia, seu orgulho.
Jurava que você faria tudo diferente, mas você fez pior.
Antes nunca tivesse me conhecido, impossível, afinal como estaria aqui sem você.
Quero parar de sonhar com o impossível, mas sou assim tola e sonhadora, talvez isso seja meu ar ou minha própria condenação.
Embora não saiba o que você pensa de mim, não entendo como você pode caminhar do meu lado e não me ver.
Não entendo como você pode agir como se não fizesse parte da minha existência.
Bom hoje você me fez chorar, e sentir uma dor que rasga meu peito, já que não posso dizer, não posso desabafar, só me resta escrever.
Ahhh quero te contar já sei escrever!! O tempo passou e você nem percebeu.
Talvez um dia isso acabe...talvez.

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Primeiro dia de academia!


Então pessoal estou viva rs...consegui sobreviver ao início da academia.
No início pensei em começar com luta, mas depois não resisti aquela piscina linda, alguns anos atrás fiz natação, mas depois parei.
Só que dessa vez a piscina é enorme.
Primeiro aquecimento, exercícios e por fim vamos nadar, aí começou o festival dói tudo, perna, braço, até barriga kk.
Uma coisa eu sei, não tenho mais a resistência da adolescência, porque não me lembro de tantas dores assim.
É muito gostoso, no final você sente a alma lavada, uma sensação indescritível.
No final da aula perguntei para a professora quando as dores vão embora, ela sorrindo disse, xiiiiii vai demorar um pouco.
Quando estiver mais habituada, começo a luta. Ahhh sem falar daquele óculos horríveis, se apertar ele quase te cega, se ficar largo enche de água, não tem meio termo.
Só queria saber uma coisa, por que os banheiros de academia não tem boxes com portas, por que tem que ser tudo junto e misturado kkk????
Bom faz parte fazer o que?
Estou muito animada, afinal gastar energia é comigo mesmo.

domingo, 5 de fevereiro de 2012

Eterna busca...


Se faz calor, preciso de brisa.
Se faz frio, quero um calorzinho pra me aquecer.
Se ouço muitas vozes, corro atrás do silêncio.

As vezes a multidão me cerca, penso que bom seria estar só com meus pensamentos.
Procuro por água em todos os lugares.
Mas nesses últimos dias é só deserto, só sequidão, só procura sem ter um alvo.
As pessoas andam de um lado pro outro, mas não vem os semblantes do próximo.

Vejo pessoas chorando, as vezes estou chorando, muitas das vezes gargalhando.
Pouco importa, cada um busca seu próprio prazer.
Hoje estou assim, pensativa, com saudade de tudo, tudo que é bom, tudo que é prazeroso, tudo que me motiva.

Quando será que essa busca cessa, ou será que só quando fecharmos os olhos encontraremos esse descanso, essa resposta? Não sei mas vou continuar buscando.

sábado, 28 de janeiro de 2012

Academia...que desafio!


É gente agora não dá pra fugir depois de fechar um mega pacote de 1 ano de muita malhação só me resta ir pra cima.
Um misto de sentimentos, vontade de fugir com vontade de vencer.
Tem umas coisas que não me agradam muito no cenário academia, uma delas é aquele pessoal luxando nas portas super, ultra bombados com cara de BBB,a impressão que dá é de que estão lá apenas para um grande desfile, onde vão exibir seus corpos.
Tá certo que a intenção é alcançar boa aparência e saúde é claro, mas tem gente que tem cara de nojo.
Antes de fechar nessa academia que vou começar, passei por algumas que me davam pavor, a recepcionista já te olhava com aquela cara de e aí deixa eu ver se você tem o perfil malhação aff.
Uma das coisas que me atraíram na que escolhi, foi que ví pessoas realmente voltadas para o foco(digo sem cara de BBB).
Sem falar da mega piscina que ví e a encantadora aula de muay thai, nossa na hora me ví treinando, afinal tenho energia de sobra pra gastar.
Não sei se é coisa minha mas senti um medinho também, medo do desconhecido, alguns anos atrás fiz natação e adorava, não via a hora de ir pra academia.
Espero sentir o mesmo desta vez e daqui algum tempo ter um corpinho ainda melhor, afinal a idade está aí, ou se cuida agora ou será tarde demais.
Me desejem boa sorte porque vou precisar, depois conto como foi ok?
Grande abraço amigos!

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Poderes do sol!


Vocês imaginam o que é 24 dias chovendo direto? Não né.
Me sinto como o Superman quando ameaçado pela kriptonita, só o sol me fortalece!
Não tem sensação mais estranha que olhar pela janela e ver água, acordar e ouvir barulho de água caindo, pensar em sair e logo lembrar daquela sensação de pé molhado, cabelo nem vou comentar.
Isso porque estamos no verão. Acordar cedo e sentir aquele cheiro de cachorro molhado na condução, não tem coisa pior, pessoas molhadas logo de manhã se encostando em você.


Nessa horas logo me vem a mente o nordeste do país, ou qualquer outro lugar que esteja muito sol.
Só quero sentir aquela sensação de calorzinho, pés sequinhos, oportunidade de ir jogar bola no parque e não ter de correr da chuva.
Sou movida a sol, preciso de sol, nos meus sonhos nunca está chovendo.
Televisão só mostra desastre, desabamento chegaaaaaaaaaa!!
Sol venha logo por favor não demore...quero te abraçar, quero te beijar te desejo noite e dia kk...

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

A distância me encanta!


Sou do tipo de pessoa que adora proximidade, contato, intimidade.
Mas existe algo que a intimidade e a proximidade trazem que não me agrado, com o convívio perde-se o glamour, o brilho, o segredo, a admiração.
Nessas ultimas semanas tenho me decepcionado com algumas pessoas que nutria uma verdadeira admiração, o melhor de tudo era imaginar e até mesmo criar as melhores histórias sobre aquela pessoa.
Por que será que tudo que está distante é mais atraente? Por que muitas pessoas nos enchem os olhos quando estão de boca fechada, quando estão em silêncio, apenas sorrindo ou proferindo frases decoradas e idéias repetitivas? É como aquele ator famoso, aquele ídolo de futebol, tudo é lindo mas lá longe.
Houve um tempo que fazia um grande esforço por conhecer pessoas, não que tenha me desinteressado totalmente das pessoas, mas hoje meus critérios mudaram bastante.
E confesso meu esforço é de manter algumas lá no pedestal, e não deixarem que elas desçam de maneira alguma.
Meu avô costumava dizer se ver uma pessoa jogada na beira da estrada antes de ter dó, saiba como ela foi parar ali, procure saber se a vida realmente não lhe deu uma oportunidade.
As vezes queremos ajudar, acolher, trazer para o nosso convívio, as intenções são as melhores, mas o melhor é se encantar com a distância e guardar os melhores momentos, as fotos mais engraçadas acredito que assim você não tenha que se afastar e nem se decepcionar.

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Evolução!


Essa semana estava pensando como cresci, como mudei, como evoluí.
Na vida temos o hábito de olhar para aquilo que não alcançamos,não vivemos, mas é maravilhoso olhar pra trás e ver o quanto progredimos.
É tão bom ver que apesar de a sociedade e outras situações nos cobrarem crescimento meteórico, o melhor da vida é crescer e permanecer.
Adoro o ditado que diz devagar e sempre rs, é meu preferido.
Vi muitas pessoas passarem por mim e nem deixarem rastros, mas hoje vejo as mesmas voltando, ou até mesmo ficando estagnadas. Aí lá vem ela com seu passinho lento alcançando suas metas.
Reconheço que comecei alguns projetos bem tarde como por exemplo a faculdade, mas é gratificante ver que concluí,enquanto muitos não aguentaram os trancos da vida.
No presente século a humanidade ainda traduz crescimento como bens financeiros, sucesso como mil seguidores nas redes sociais.
Eu traduzo sucesso como família unida, paz de espírito,sorriso no rosto e amigos verdadeiros ao redor.
Olho minhas fotos até me acho mais bonitinha rs,agradeço a Deus e as pessoas a minha volta que acreditaram em mim.
Mas tenho orgulho de mim, por não ter sentado a beira da estrada em lágrimas esperando alguém vir e me carregar, fui a luta, sem medo dos resultados apenas acreditei em Deus, acreditei em mim.